Vamos falar sobre Killing Stalking.

Olá, queridos! Eu sou a Lita, e será hoje o dia que irei falar sobre essa obra polêmica da Koogi chamada Killing Stalking, estão preparados?!

Killing Stalking vem trazendo muitas discussões pelo seu tema e história um tanto diferenciados, então desde já peço para que se você está lendo isto, leia com a cabeça aberta, pois eu decidi fazer mais como um post informativo, do que uma resenha. Alguns de vocês já devem ter ouvido falar, principalmente de forma negativa sobre esta webcomic, mas vou contar-lhes de uma forma bem neutra como ela é, assim vocês poderão pensar e refletir melhor sobre toda a história.

A obra é criada e ilustrada pela Koogi e é publicada em três idiomas: inglês, japonês e coreano pela Lezhin Comics. O manhwa foi publicado a primeira vez em 2016 e seu lançamento é feito toda quinta feira, tendo uma pausa de alguns meses entre cada temporada. Atualmente, é feito o lançamento da terceira temporada.

Gênero: Drama, Terror Psicológico e Yaoi.
Classificação: Maiores de 18 anos.
Ano: 2016 – Presente.

Sinopse: Yoon Bum é um garoto bem magro e quieto, que tem uma queda pelo garoto mais bonito e popular da faculdade, Oh Sangwoo. Um dia, com toda a obsessão da Yoon Bum por Sangwoo, ele decide invadir a sua casa. Mas o que ele viu lá dentro não era nada com o que ele havia imaginado.

Antes de mais nada, eu gostaria que todos vocês soubessem que vou tentar retratar pra vocês e o que eu acredito ser o foco da história, é a relação psicológica dos personagens. Não vou me basear em nada aqui, tudo será da minha opinião própria como fã da obra, apenas.

  • Sobre o que se trata a história? (Contém um pouco de SPOILER, pule para o próximo tópico se você não quiser ler o resumo)

A história gira em torno dos dois personagens principais, Yoon Bum e Oh Sangwoo. O Bum, é um garoto mais velho que entrou quatro anos atrasado na faculdade e conheceu Sangwoo, um cara que até então, se mostrava ser muito gentil com seus colegas e bem comunicativo, então ele se apaixonou, mas nunca criou muitas expectativas sobre isso, pois o Sangwoo sempre era visto com muitas garotas e namoradas.

O Bum já tinha um histórico de stalker por uma garota que ele havia gostado no colegial e com o Sangwoo não foi diferente. Ele tinha essa necessidade de querer estar perto e conhecer tudo sobre ele e foi assim que a história começou, com Yoon Bum invadindo a casa de Sangwoo.

O problema nisso tudo, é que o que o Bum viu lá dentro, não era bem o que ele esperava e além disso, ele foi pego no flagra pelo Sangwoo e foi preso no seu porão. Até então, os planos de Sangwoo eram de matar o Bum, mas ele percebeu que ele era diferente das suas outras vitimas e, curioso, ele decidiu “brincar” um pouco com a presa, se é que vocês me entendem.

E foi brincando com a vítima que Sangwoo não esperava que Bum também fosse mexer muito com o seu psicológico, ao ponto de ele não conseguir nunca matá-lo. Com o tempo, muitas coisas acabam acontecendo, e eles começam a se entender e a criar um laço entre eles, que nem a policia consegue quebrar.

 

  • Por que esta obra é tão criticada?

A própria criadora, a Koogi, disse que Killing Stalking não fala sobre uma história de amor, então longe disso, o que ela quer passar é outra coisa, mas muitas pessoas dizem que as pessoas romantizam a relação entre o Yoon Bum e o Sangwoo, mesmo sendo uma relação muito abusiva e doentia.

Logo no primeiro capitulo, a autora deixa claro que um dos personagens, Yoon Bum,Resultado de imagem para yoonbum sofre de uma transtorno psicológico chamada Borderline. Pra quem não conhece, esse transtorno altera drasticamente o humor de uma hora pra outra. Então podemos perceber que o próprio personagem algumas vezes, se sente com medo, acuado e depressivo e de repente, ele muda completamente de humor e começa a achar tudo divertido e empolgante, além de ficar excitado com facilidade.

Outro transtorno que podemos identificar em um dos personagens, Sangwoo, é a sociopatia. Sangwoo é um personagem com características Resultado de imagem para oh sangwoofortes, parece bem simpático a princípio e carinhoso, mas na verdade, ele é um assassino que engana suas vítimas e as prende no porão, as tortura até que ele encontre uma nova vitima, e então as mata sem piedade.

Algumas pessoas confundem sociopatia com psicopatia e uma das maiores diferenças entre elas, é que um psicopata não possui sentimentos, e é óbvio na história que o Sangwoo é sentimental, até demais e isso deixa ele muito agressivo, diante de tudo o que ele passou e que nem tudo foi nos mostrado ainda.

Ambos os personagens passaram por abusos durante toda a sua infância, eles tem uma história muito complexa, no caso do Yoon Bum, não irei dar spoilers a vocês, mas a história dele é bem retratada nas primeiras temporadas e é possível entender porque ele se apaixonou pelo Sangwoo e porque ele continua apaixonado por ele mesmo depois de conhecer quem ele realmente é e a história do Sangwoo continua sendo desvendada agora na terceira temporada, mas ele, um pouco diferente do Yoon Bum, que é muito retraído e aceita todos os abusos de forma passiva, tem uma personalidade muito forte e acredita que atitudes agressivas resolvem qualquer tipo de abuso e essa é a diferença entre eles. O Sangwoo tenta influenciar o Yoon Bum a tomar medidas mais agressivas contra as pessoas que reprimem ele, e o Yoon Bum, sem perceber, acaba fazendo com que o Sangwoo crie um auto controle sobre as suas próprias ações ao decorrer da trama.

Eu também já suspeitei que o Sangwoo tivesse esquizofrenia, mas isso é algo a se Resultado de imagem para yoonbumanalisar ainda, pois muito do quebra cabeça dessa história ainda não foi montado.

Eu, como fã de Killing Stalking, não digo que “romantizo” o tipo de relacionamento que eles tem, mas o que eu quero deixar claro aqui, é que eles se gostam sim, mas da forma que eles aprenderam a gostar, que foi uma forma diferente e abusiva, porque os dois cresceram dentro de um ambiente abusivo. E é importante que vocês notem o crescimento dos personagens, pois eles começam de uma forma, e vão mudando ao longo da história e aprendendo um com o outro.

  • O Yoon Bum pode ter a síndrome do Estocolmo?

Eu posso dizer por mim, que eu não acredito nessa possibilidade. O Yoon Bum já gostava do Sangwoo antes de ser aprisionado por ele e continuou gostando depois, então é diferente. Não é como se ele tivesse se apaixonado pelo seu “sequestrador”, assim dizendo, pois os sentimentos que ele tinha pelo Sangwoo já existiam a muitos anos.

  • A história é pesada?

É, a história é pesada. Ela fala bastante sobre abuso, suicídio, sexo e assassinato e é por isso que é um terror psicológico.

Quando eu comecei a ler Killing Stalking eu simplesmente não consegui parar mais, porque eu queria saber o porquê das coisas. O que tava acontecendo? Por que eles agiam daquela forma? Qual o sentido de tudo isso?

Resultado de imagem para killing stalking

Se você é um crítico, você vai entender o que eu to falando ao invés de tirar suas conclusões em base do que as outras pessoas dizem sobre isso.

Eu li as duas temporadas inteiras em dois dias e comecei a terceira junto com o lançamento e a história em si é um pouco agoniante porque é muito suspense, você quer ler logo e rápido, acaba até pulando falas porque aquilo começa a te consumir e quando você ver, acabou. E você acha que a sua dor vai parar por ai? Não… Cada capitulo lançado te traz um novo questionamento e toda a suposição que você fez antes muda completamente, porque a Koogi, ela realmente sabe fazer uma boa história e te envolver naquilo.

  • Restrições.

Eu não indico esse manhwa para pessoas que não gostam de ver sangue ou que se sensibilizam facilmente com as coisas. Eu diria que ele é mais adequado pra pessoas que gostam mesmo de uma história mais pesada, que gostam de ver filmes de terror, animes gore, etc.

Também não recomendo ele para pessoas que não gostam de enigmas, ou de casos queResultado de imagem para killing stalking precise de um pensamento mais crítico e analista. Quem já assistiu Game Of Thrones sabe do que eu tô falando e é esse tipo de história. É preciso sair da caixa, e ver como as coisas são no mundo deles, no psicológico deles, porque cada pessoa tem a sua visão sobre algo e acho bem errado categorizar algo do tipo.

Claro que no contexto normal da sociedade, toda a história é bem doentia e um absurdo. Mas pra quem sabe ver a história fora da caixinha e tentar entender a história como ela realmente é, ao invés de querer relacionar ela com a sua própria vida, vai conseguir pegar o gancho e gostar bastante dela. Isso realmente depende da cabeça de cada um.

  • Conclusão.

Se você chegou até aqui e achou a história interessante e acha que também pode acompanhar e decifrar/entender o que acontece no mundo daqueles dois, então não tenha medo, e vá conhecer essa incrível obra, que na minha opinião é muito julgada por pessoas que realmente não tentam entender sobre o que ela é retratada.

Se você achou demais pra você, ou que você está num momento muito sensível, que vai chorar ou ficar chocado por alguma cena, deixe pra depois.

Aqui vou deixar o link do lugar onde li as duas primeiras temporadas de Killing Stalking:

E aqui vou deixar as atualizações da terceira temporada:

 

E é isso, queria apresentar a vocês um outro lado da história e espero ter conseguido. Se quiserem, deixem nos comentários o que pensam sobre a história e se estão lendo e acompanhando, digam o que estão achando!

 

Até a próxima!
Escrito por: Lita Leone.

 

 

 

 

Anúncios

4 comentários sobre “Vamos falar sobre Killing Stalking.

  1. omundodamarina disse:

    Ótima resenha ♥ Eu gosto muito dessa história. A primeira vez que comecei a ler foi difícil, pq ela realmente é muito pesada e fora da nossa “realidade”. Esse mês eu comecei a reler e já li os 44 capítulos lançados até o momento. É viciante… Mas o obrigatário aqui pra ler essa webcomic é ser capas de ver o que rola aqui fora da caixinha…

    É incrível como a autora escreve essa história, ela deve ter muitos conhecimentos psicológicos para fazer esses personagens… E realmente não é uma história de romance.. Pra mim ela quis chocar e mostra uma realidade bem diferente da “comum”. Pessoas como os dois existe por aí mundo a fora… Sociopatas tem muitos na história, pessoas que são ou foram realmente cruéis… Por mais absurda que isso possa parede, pra mim essa história pode estar aconteceu nesse momento em algum lugar do mundo… ou até mesmo muito próxima da gente…

    Pra mim, ela tb quis mostrar como pessoas que já nascem com algum tipo distúrbio, quando crescem em lares desequilibrados, podem se transformar no que vemos nessa história… Não podemos esquecer que as pessoas não desenvolvem do nada uma síndrome ou distúrbios psicológicos elas nascem assim (já está na genética)… e ao longo da vida isso vai sendo desenvolvido… Um sociopata nasce com isso, tem pessoas que vivem normalmente com isso sem nunca desenvolver… outras depois de passar por situações como a do personagem acabam se “tornando” isso é um ponto muito importante…

    Sobre a síndrome borderline eu não conhecia, acho que já tinha ouvido falar… e depois de ler aqui fez mais sentindo.. Acho que o Bum pode ter tendencias na síndrome de estomoco, por mais que ele já gostasse do Sangwoo, depois de ficar preso e passar por tudo, me parece que ele está ainda mais apaixonado…

    Pra mim é muito louco como a gente fica viciado em algo como essa história… pq temos uma necessidade de saber o que vai acontecer em seguida… Agora na terceira temporada, parece que tá rolando um relacionamento mais amoroso… é engraçado pq vamos percebendo que os dois meio que se completam… os dois criam uma dependência de um pelo outro…

    Até onde a autora vai levar a gente nessa história… To mega curiosa…

    Sorry pelo big comentário… essa é uma história que da para passar horas conversando…

    Curtido por 1 pessoa

    • Lita disse:

      Bom dia!! Que bom que gostou da resenha! Eu concordo com você sobre isso ser um caso bem real, é possível que isso já tenha acontecido sim, ou que esteja acontecendo neste exato momento, pois transtornos psicológicos existem, e tudo é possível!

      A Koogi é muito inteligente por ter montado uma história tão peculiar e bem feita. Sobre os distúrbios serem “genéticos” também é verdade. A esquizofrenia mesmo é uma doença genética hereditária, que muitas vezes é passada dos pais para os filhos, e como você disse já ter lido todos os 44 capítulos lançados até o momento, você deve lembrar que a mãe do Sangwoo aparentemente tinha delírios e alucinações, que são características fortes da esquizofrenia, e que o Sangwoo também possui, como por exemplo, quando ele vê a mãe dele pela casa e até ouve ela chamar por ele.

      No caso da Sociopatia, existe uma diferença. Muitas pessoas confundem a Sociopatia com a Psicopatia, como expliquei no texto, no caso, a Psicopatia é um transtorno que já nasce no indivíduo e é causado por uma falha genética neural, onde a pessoa não sente culpa, ou outros tipos de sentimentos como raiva, medo, ou tristeza, por isso é um transtorno que pode ser diagnosticado logo na infância, quando crianças não demonstram esses tipos de sentimentos e acabam cometendo delitos, matando animais, etc. Já a sociopatia, que é o caso do Sangwoo é diferente, ela não nasce no indivíduo, ela se desenvolve em casos onde a pessoa sofreu muito abuso ou pressão psicológica durante sua infância ou até mesmo depois. O Sangwoo quando criança era mais doce, aparentemente não matava. Além disso, existe uma outra grande diferença entre esses dois distúrbios. O psicopata, ele é muito racional, dificilmente comete erros e não gosta de ser descoberto pelos seus crimes, é silencioso e se preocupa em não ser pego. Já o sociopata é muito emocional, não liga se for pego e gosta de se exibir, além de estar mais preocupado com o assassinato do que em esconder ele, por isso, sociopatas geralmente são mais fáceis de identificar depois de adultos.

      A mente humana é muito complexa e não há um limite sobre até onde ela pode ir.

      Eu não acredito na Síndrome do Estocolmo neste caso, porque é uma síndrome criada como auto defesa, quando a vítima passa por muito medo durante o sequestro, ela sem perceber, começa a simpatizar com o sequestrador, mas isso só acontece porque ela sente medo. E o Yoon Bum, algumas vezes não corre risco de vida (assim ele pensa), como por exemplo, agora na terceira temporada. Mas não descarto totalmente a possibilidade, ele pode ter desenvolvido, e mesmo assim, não ter afetado muito a relação entre eles. E eu acredito que o Yoon Bum ame o Sangwoo, independente de qualquer coisa, porque mesmo o Sangwoo sendo como ele é, ele é o melhor que ele já teve em toda a sua vida. Então é como se sem o Sangwoo, os abusos fossem ainda piores.

      Mas é tudo um grande mistério mesmo, e o mais intrigante, é que toda essa história pode ser real, e pode estar acontecendo, assim como você disse. Pode até acontecer com um conhecido. E uma questão que anda passando pela minha cabeça é: Será que Sangwoo está a ponto de surtar de vez, ou ele está melhorando? Seria possível ele se “curar” desse transtorno e voltar a ser uma pessoa normal ou perto disso?

      Respostas que eu espero que a Koogi nos entregue algum dia. hahaha
      Muito obrigada pelo comentário, é bom saber como vocês estão vendo a história!
      E volte sempre! ♥

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s