Resenha: Entrevista com o Vampiro

Pra quem não sabe, hoje dia 29 é dia do livro. E pensando em celebrar esse dia tão importante resolvi finalmente trazer a resenha de um livro que eu gosto bastante e que já faz um tempo que estou enrolando para postar a resenha aqui. Espero que vocês gostem.

Título: Entrevista com o Vampiro
Série: As Crônicas Vampirescas #1
Autor (a): Anne Rice
Editora: Rocco
Tradução: Clarice Lispector
Ano: 1976
Páginas: 309

Sempre tive um fascínio elevado quando o assunto é história de Vampiros. E se gosto tanto assim desses seres mitológicos, tudo isso é créditos da Anne Rice que me fez viajar nesse universo com suas histórias. Ainda quando muito criança, cheguei assistir de forma aleatória na tv o filme Entrevista com o Vampiro e depois desse dia fiquei fascinado com aquele tipo de história, mesmo não entendo muito do que se tratava na época (era bem novinho quando assisti pela primeira vez). Quando assisti pela segunda vez, fiquei surpreso por ter conseguido achar aquele filme que havia me fascinado tanto mas que nem lembrava o nome. Além disso pude também entender bem melhor a história, já que já sabia o que era vampiros e já tinha um grau de maturidade diferente da época que assisti pela primeira vez. Digamos que foi o mesmo de reencontrar o primeiro amor, depois desse dia já revi esse filme por diversas vezes.

Um tempo depois, uma amiga estava com boa parte dos livros da coleção crônicas vampirescas para vender e sem pensar duas vezes já fui comprando a ela já que os livros estavam em ótimas condições. Portanto resolvi iniciar essa nova era do blog, onde tentarei apostar em resenhas de livros também, iniciando com o meu primeiro amor quando o assunto é história de vampiros.

Entrevista com Vampiro o livro tem seus pontos que conseguem interagir bastante com os fatos da adaptação em filme e os pontos que são diferentes. Na minha opinião o filme é simplesmente fantástico, visualmente mas também no quesito trama. Mas o livro é fantástico porque ele consegue ser mais profundo e nos fazer viajar ainda mais no universo desses vampiros tão fantásticos.

Diferente do filme que o personagem Louis Pointe du Luc inicia a história vivendo uma profunda depressão pela morte da sua esposa. No livro Louis é o responsável por sua família, gerenciando os negócios da família em uma fazenda próxima a cidade New Orleans. Após a morte do irmão mais novo, Louis cai em um abismo de culpa profundo resolvendo desistir da vida.  E é nesse momento que o vampiro Lestat o conhece e resolve dar a Louis a pior das dádivas, a vida eterna. Logo após Lestat já deixa claro que por trás de tudo isso havia razões bem mais “humanas” do que Louis poderia imaginar.

Lestat carregava consigo o fardo do pai enfermo, que estava preso em uma cadeira de rodas e cego. E por mais frio que Lestat fosse ele não conseguia se desvincular do pai, que basicamente era o último fragmento de todas as lembranças boas mas também ruins da época em que Lestat era humano. E Lestat precisava dos bens de Louis para poder dar conforto ao pai até os últimos dias de vida do mesmo. Por não ter tido nenhum tipo de formação como vampiro, Lestat não soube ensinar para Louis como funcionava a vida de um vampiro, o que era ser um vampiro.

Por esses motivos a relação entre Louis e Lestat por muitas vezes transite entre afeto e ódio. E isso faz com que Louis demore a desapegar dos sentimentos humanos e parar de se importar com as pessoas que fizeram parte da sua vida humana.  Alguns trechos do livro chegam a ser revoltantes, em que o leitor passa a observar as situações através dos olhos de Louis sendo que ele em diversas situações também está apenas observando tudo acontecer e isso me deixou revoltado. Pois Louis abre mão de tudo, pra viver em eterno silêncio e mesmo assim também se abstém de provar da sua nova vida. Digamos que ele se torna uma estátua viva, pois ele não faz nada de muito relevante além de se lamentar boa parte da história.

Na minha opinião o grande motivo de muitos fãs de crônicas vampirescas não suportar o personagem Lestat é por conta das lamentações terríveis que Louis faz no primeiro livro. Porque realmente quem lê Entrevista com Vampiro, acha Lestat o vilão que transformou Louis em um monstro e que só soube se aproveitar de Louis. Mas é necessário lembrar que “Entrevista com Vampiro” é apenas as confissões de Louis de tudo que aconteceu, a visão dele não é toda a verdade da história. Quem leu ou vai ler entrevista com Vampiro precisa ler “O vampiro Lestat” (livro da sequência) em seguida, para entender melhor a história em si, mas também entender as razões que fizeram Lestat ficar daquela forma.

tumblr_oylxpv4vt61u788p1o1_1280

O livro é dividido em três arcos, o primeiro que funciona como uma introdução da vida humana de Louis e como Lestat surgiu. O segundo arco é a vida de vampiro, todas as pendências que ficaram e o nascimento da pequena Cláudia, personagem extremamente importante na história e que foi inspirada na filha de Anne Rice que havia falecido um tempo antes de Anne Rice escrever a história.  E por fim o terceiro arco, onde Louis e Cláudia viajam conhecendo o mundo e seus mitos, mas também em busca de achar semelhantes sem saber que isso poderia ser a grande ruína de ambos.

Eu gosto da escrita da Anne Rice, para alguns pode ser massante mas acho que como se trata de uma história de vampiros, é necessário ser detalhista. Isso trás o leitor tão mais pra perto dos personagens. A tradução de Clarice Lispector ficou perfeita, não imagino alguém melhor para traduzir esse clássico.

Quem é fã de histórias de vampiros  e ainda não leu a série de livros Crônicas Vampirescas da Anne Rice eu aconselho que procure pra ler o quanto antes. Já quem quer livros do gênero mas não sabe por onde começar, crônicas vampirescas é um ponto inicial.

Mas ai, você já leu Entrevista com Vampiro? O que achou?

Escrito por: Eduardo Mateus.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s