Resenha: A Bela e a Fera (Remeke)

Semelhante ao ano passado esse ano os cinemas do mundo todo permanece com muitos lançamentos de filmes legais, para flodar nossas carteiras que precisam se virar nos trinta para poder assistir tantos filmes nas telinhas do cinema, afinal o legal mesmo é assistir no cinema não é mesmo? Pelo menos a primeira vez, é legal ver lá (minha opinião). Dos poucos filmes que assisti esse ano (estive bem ocupado escrevendo meu tcc e mal tive tempo de ir pros cinemas ver os lançamentos), um deles é “A Bella e a Fera”. Filme esse que foi muito bem divulgado desde que saiu seu primeiro teaser, então resolvi fazer uma breve resenha do que achei.

Nome: A Bela e a Fera.

Data de lançamento: 16 de março de 2017

Direção: Bill Condon

Gêneros: Fantasia, Romance, Musical

Sinopse: Moradora de uma pequena aldeia francesa, Bela tem o pai capturado pela Fera e decide entregar sua vida ao estranho ser em troca da liberdade do progenitor. No castelo ela conhece objetos mágicos e descobre que a Fera é na verdade um príncipe que precisa de amor para voltar à forma humana. (fonte: wikipedia)

Comentários: Por ser um projeto Disney eu assumo que já tinha boas expectativas com relação a esse filme, já sabia que iria ser bom como boa parte das adaptações Disney. Porém assumo que me surpreendi bastante com esse remeke. Achei que tudo conseguiu se sair dentro da proporção adequada para causar um bom impacto em quem estava assistindo.

O filme é baseado na animação que foi produzida no ano de 1991, a animação foi um sucesso como já é de praxe como boa parte das animações Disney. Porém esse remeke conseguiu ser fiel e ao mesmo tempo ter particularidades que torna esse filme único, a estética visual do filme teve muito destaque em meus olhos pois além de conseguir reproduzir perfeitamente os cenários vistos apenas na animação com êxito, conseguiu criar uma atmosfera brilhante para o espectador, além de que a sutileza nos efeitos animados causou a impressão de naturalidade nas cenas em que se interligava o real e animações.

Mas o grande destaque do filme é que esse remeke na verdade é um grande espetáculo musical, onde do começo ao fim o espectador se deleita com toda a trilha sonora do filme original sendo cantada pelo elenco. As cenas de música, conseguem sair da ideia de um filme tradicional, causando a impressão de que tudo ali é uma peça de teatro, transformando todo o cenário em um palco de apresentação onde o elenco desliza dentre as coreografias de cada melodia.

Quem iria imaginar que um dia veríamos Emma Watson no papel da Bela ? A personagem em si acabou combinando muito com a Emma, além de que ela conseguiu dar um toque “girl power” para a personalidade da personagem que creio que só ela mesmo para fazer isso. A Bela do filme sabia o que queria para si mesma, era inteligente, independente e tinha sede de conhecimento e isso tornava ela diferente de todos os outros da aldeia de onde vivia, tornando ela a “diferentona”. Isso torna a personagem muito próxima do público, afinal não quem nunca foi considerado diferente por não se encaixar em padrões estipulados por uma maioria que jogue a primeira pedra rs.

Ficou evidente no filme, que foi necessário adaptar as cenas para um formato mais atual, modificando algumas coisas para a nossa realidade mas sem fugir da historia clássica. Para que dessa forma pudesse atingir também aquelas pessoas que não assistiram o filme clássico sem causar desentendimento, tornando um filme para todos. Com certeza esse remeke de A bela e a fera merece ser assistido tanto pela geração antiga quanto a atual.

Mas e você já assistiu? O que achou do filme? Acha que tem algo que ficou faltando ou podia ser mudado? Não deixe de comentar.

Escrito por: Eduardo Mateus.

Anúncios

2 comentários sobre “Resenha: A Bela e a Fera (Remeke)

  1. Nádia disse:

    Olá! Estou maravilhada com este site. Primeiro porque apesar de não curti muito esse gênero que é exposto no blog, me interessei, segundo porque ainda não vi este filme mas estou querendo assistir agora mesmo só por esta resenha fascinante. Você destacou pontos importantes – pois mesmo não tendo visto -ouvi comentários a respeito- como o fato da Bella ser feminista, girl power e tudo mais. Adorei! hahaha Porque foge do clichê, visto que crescermos ouvindo estas histórias, então já sabemos o que irá acontecer no decorrer da trama e isto tira a graça (pelo menos pra mim).
    Enfim… Você escreve maravilhosamente bem e deixa o leitor querendo ler/ver/pesquisar a respeito do que você expõe. Parabéns! Ganhou uma leitora. ^-^

    Curtido por 1 pessoa

    • somaisumaleatorio disse:

      Nossa que comentário lindo, fico imensamente feliz que tenha gostado da minha escrita mais também da resenha.
      O filme é realmente ótimo, a trilha sonora nem se fala. Quando tiver a oportunidade de assistir, faça isso. Não irá se arrepender, de certeza!
      Mas uma vez obrigado por seu comentário, pode ter certeza que engrandeceu o blog. É muito bom saber que tem pessoas que gostam do que tenho feito.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s